WhatsApp Logo 1 site

central de atendimento

sala de aula site

 

o teu deus onde esta

De como veio a mim esta Palavra do Senhor.

Pela janela do meu escritório, enquanto labutava nos meus afazeres diários, observava uma retroescavadeira demolindo uma casa para dar lugar à outra construção. Desde a manhã daquele dia até a tarde do mesmo dia, o que era um lar de paredes sólidas tornou-se, ao final da tarde, um monte de escombros. Entre a nuvem de poeira, os tijolos, o concreto, a argamassa, o ferro retorcido eram uma montanha de ruínas. Eu estava olhando aquela cena e enquanto eu atentava para ela, veio a mim a seguinte palavra do Senhor:

Em meio à nebulosidade do caos, quando desmoronam todas as certezas, e caem por terra todos os marcos, e a confusão se estabelece em todo lugar, então a fé abalada, a esperança perdida, a decepção e a frustração se instalam até os fundamentos mais profundos do nosso ser. Nessa situação a pergunta que ecoa dos escombros se faz ouvir com meridiana clareza: O teu Deus, onde está? (Salmo 42.3 e 10).

De fato, todo esse redemoinho, que lança nos olhos poeira, parece a oportunidade ideal para se lançar o questionamento no ar: O teu Deus, onde está?

Nossa vida às vezes implode. Problemas que, como dinamite, explodem as colunas da nossa existência, detonam uma série de eventos que fazem nosso edifício ruir. E o que parecia tão sólido não se sustenta mediante os detonadores existenciais. Esses problemas são ameaças internas que põem abaixo todas as nossas construções: espiritual, emocional e relacional.

O teu Deus, onde está?

Outras vezes, nossa vida torna-se alvo de forças externas. Ataques que nos aterrorizam e transformam nosso caminho num campo minado pelo medo e desespero. Esses ataques paralisam nosso viver. Paralisados, ficamos como quem tateia na escuridão e vaga numa noite tenebrosa sem fim. Nos é impossível ver o que está a menos de um palmo diante de nós.

O teu Deus, onde está?

Em meio a esse desmoronamento, supomos que Deus está no alto, entre as hostes celestiais. E nossa suposição está correta, pois Deus habita o céu com toda certeza.

O mais difícil, porém, é encontrarmos Deus entre os escombros da nossa vida. Parece improvável que o Altíssimo se digne a deixar seu trono celeste e faça morada com os destroçados. Mas do meio de vidas arrasadas troveja a poderosa voz do Senhor: “...mas também habito com o contrito e abatido de espírito.” (Isaías 57.15).

Deus faz morada exatamente no meio dos espíritos contristados e dos corações abatidos. E o faz para vivificá-los, restaurá-los, reconstruí-los, reerguê-los.

À pergunta: O teu Deus, onde está? Deixe que o próprio Deus responda: “Aqui mesmo! Presente nessa situação de caos, destruição, medo e desespero. Aqui estou eu!” Brama a voz do Senhor.

Nossa vida, sob o peso dos destroços ou sob o ataque das forças que lhe são contrárias, conta com a presença constante e permanente daquele que habita o alto céu, mas não de maneira indiferente, pois arma a sua tenda entre nós, cheio de graça e de verdade. E nos vivifica, e nos ergue, e nos reedifica, e nos põe em pé novamente.

O teu Deus, onde está? Aqui ó, junto de mim!

Assim diz o Senhor.

Cartilha de Hebraico

Compre aqui

 cartilha de hebraico

Receba as Novidades

cristofani-caricatura-tres

Arquivo do Blog

Powered by mod LCA

pagseguro paypal logos site