WhatsApp Logo 1 site

central de atendimento

sala de aula site

 

Cartilha de Hebraico - Compre aqui

 cartilha de hebraico

Tradução coloquial de Mateus 28.18-20

Agora é com vocês!

Ok! Está feito! É hora de ir. É o momento da despedida. Eu vou embora, chegou a minha hora. Meu trabalho está concluído. Já recebi toda a autoridade sobre céu e terra. E eis a minha última palavra para vocês, os onze que permaneceram comigo desde o início. Era apenas isso o que me faltava fazer para poder ir tranquilo. Este é meu último ato estando ainda presente entre vocês. Meu mandato final é: Ide!

O Filho do Homem no Judaismo e CristianismoEste estudo “O Filho do Homem no Judaísmo e Cristianismo” amplia a nossa compreensão sobre este tema. Ele ultrapassa as abordagens que se limitam apenas ao seu estudo nos Evangelhos canônicos. Ele pergunta pela importância do uso da expressão fora do Novo Testamento (Daniel, 1 Enoch, IV Esdras), reconhecendo que o ponto de partida dos estudos neotestamentários sobre este tema deve voltar-se para a literatura do Antigo Testamento, em especial a tradição da literatura apocalíptica.

Dr. José Adriano Filho
Faculdade Unida

 

----------------------------------------------------------------------

Para fazer download gratuitamente click aqui

----------------------------------------------------------------------

fazer discipulos uma raridade - Dr. Cristofani

Em minha luta diária com o Evangelho de Mateus notei surpreso, como é rara a palavra “fazer discípulos” no Novo Testamento. Nunca havia atentado para esse fato.

Apesar de muito badalado nas igrejas, o verbo “fazer discípulos” (matheteúo) só ocorre quatro vezes no NT. Três das quais em Mateus e uma única vez em Atos dos Apóstolos. Vejamos:

Mateus 13.52 – Por isso todo escriba versado (matheteúo – que foi feito um / transformado em discípulo) no reino dos céus...

 

Mateus 27.57 – Veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, que também era discípulo (matheteúo – que foi feito um / transformado em discípulo) de Jesus.

 

Caminho pelas vilas, ruelas e vielas do Evangelho de Mateus. Estou no fim da rua principal, sito em Mateus 28.18-20. Aqui é o fim do Evangelho, mas não o fim da linha. Olho todo o trajeto que fiz e percebo algo maravilhoso: Jesus e seus discípulos caminharam comigo. Ou eu com eles.

discipular-e-lapidar

Uma olhada atenta no mapa e percebo alguém presente lá no início dessa caminhada. É Pedro, o pescador. Às margens do Mar da Galileia sua lida segue normalmente. Limpar e remendar as redes. Dia comum de trabalho árduo. Mais um dia.

quatro fundamentos crescimento equilibrado da igreja

O crescimento equilibrado da Igreja exige uma perspectiva não apenas missionária, mas um sólido programa de discipulado que resulte na integração das pessoas alcançadas pelo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

É imprescindível que a Igreja local estabeleça um plano de ação que contemple, a um só tempo, o crescimento das pessoas que já fazem parte da comunidade de fé, que fomente a comunhão no interior da mesma, e que prepare o povo de Deus para o serviço ao próximo dentro da sociedade em que vive.

Com base na perspectiva acima se pode estabelecer quatro fundamentos para sustentar e guiar a ação da Igreja.

Os quatro fundamentos são:

1. Ensino (didaskali,a - didaskalia)
2. Comunhão (koinwni,a - koinonia)
3. Proclamação (kh,rugma - kerigma)
4. Serviço (diakoni,a - diakonia)

salmo 139 tradução - Dr Cristofani

1. Senhor tu me examinaste e me conheces.
2. Conheces quando me assento e quando me levanto,
    à distância conheces os meus pensamentos.
3. Esquadrinhas quando caminho quando me deito,
    estás atento a todos os meus passos.
4. Ainda a palavra não me chegou à boca,
    e tu, Senhor, já a conheces toda.
5. Tu me cercaste por trás e por diante,
    e sobre mim puseste tua mão espalmada.
6. É uma sabedoria profunda, maravilhosa demais para mim,
    é tão elevada, não a posso atingir.
7. Para onde poderia ocultar-me do teu Espírito?
    Para onde poderia fugir da tua face?
8. Se subir aos céus, lá estás;
    se faço minha cama no mais profundo abismo, lá estás também.
9. Se voar nas asas da aurora,
    e se for morar nos confins dos mares:
10. ainda lá me haverá de guiar a tua mão,
    e a tua destra me sustentará.
11. Se digo:
    as trevas com efeito me encobrirão,
    então as trevas serão luz ao redor de mim,
    e a noite resplandece como dia.
12.  até as próprias trevas não te serão escuras.
    as trevas e a luz são a mesma coisa.
13. Pois Formastes os meus rins,
    mantiveste-me abrigado no ventre da minha mãe.
14. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso foi formado,
    as tuas obras são admiráveis, e a minha vida o sabe muito bem.
15. E os meus ossos não te foram encobertos quando no oculto fui formado,
    e entretecido nas profundezas da terra.
16. Os teus olhos me viram ainda em embrião,
    e no teu livro todas estas coisas foram escritas,
    cada uma delas escritas e modeladas,
    as quais iam sendo dia-a-dia modeladas.
17. Como são insondáveis para mim, Senhor, os teus pensamentos!
    E como é grande a soma deles!
18. Se contasse, excedem os grãos de areia:
    e se pudesse chegar ao fim, ainda estaria contigo.
19. Tomara, ó Deus, desce cabo do perverso;
    apartai-vos, pois, de mim, homens de sangue.
20. Eles se rebelam insidiosamente contra ti,
    e como teus inimigos falam malícia.
21. Não aborreço eu, Senhor, os que te aborrecem?
    e não abomino os que contra ti se levantam?
22. Aborreço-os com ódio consumado:
    para mim são inimigos de fato.
23. Examina-me, Senhor, e conhece meu coração,
    prova-me para saber os meus pensamentos;
24. vê se há em mim qualquer caminho que possa ser pernicioso,
    e guia me pelo caminho de longa duração.

Isaac a conduziu até a tenda de Sarah, sua mãe, e tomou Rebecca, e esta lhe foi por mulher. Ele a amou: assim foi Isaac consolado depois da morte de sua mãe. Gênesis 24.67

Conta-se, há muitas gerações, uma belíssima história de amor. Uma história de um encontro. Um encontro de duas almas gêmeas. Um encontro de uma donzela com um rapaz.

Encontro de Isaac e Rebeca - Dr. Cristofani

Em uma terra longínqua e num tempo muito distante vivia um homem e seu filho. Há pouco este homem ficara viúvo. Sendo já velho e tendo dado ao seu único filho todos seus bens, percebeu que tinha dado tudo, mas que algo faltava ao seu filho. Algo que ele não possuía e que seus bens não podiam comprar, apesar de serem muitos. Este algo era na verdade, alguém. Não um bem, mas uma pessoa.

Meditações no Credo Apostólico - Dr. CristofaniMeditações no Credo Apostólico é uma coletânea de brevíssimos textos sobre o Credo dos Apóstolos.

É sábio e convém à piedade conhecer os credos do cristianismo, pois neles encontramos a formulação basilar daquilo que devemos saber e confessar a respeito de Cristo Jesus.

Essas meditações foram publicadas, originalmente, no Boletim Dominical da Igreja Presbiteriana de Itapema em 1987, Igreja da qual eu fui Pastor.

Boa leitura..

 

----------------------------------------------------------------------

Para fazer download gratuitamente click aqui

----------------------------------------------------------------------

Ler, Meditar e Praticar a Palavra de Deus

Ler a Palavra de Deus é indispensável. Com ela nutrimos nossa vida. Ela alimenta nossa vida. Um passo além da leitura é a meditação. Meditar sobre a Palavra lida é uma experiência edificante. A meditação é reflexão que ilumina nossa compreensão. Um passo a mais e chegamos à prática da Palavra. Praticar a Palavra é fundamental. É no exercício da Palavra que alcançamos sua plena assimilação.

casais inteligentes meditam juntos - Dr. Cristofani

Normalmente, ler, meditar e praticar a Palavra é um exercício solitário. Quase sempre o fazemos sozinhos. Agora imagine poder ler a Palavra junto à pessoa amada. Imagine, também, poder meditar nela como casal. Imagine, então, poder praticá-la a dois. Maravilhoso, não?!

palavra-de-esperanca2

Esperança final. Para terminar esta série “Palavra de Esperança”, nada melhor do que ouvirmos isto: Queridos amigos, agora somos filhos de Deus, mas ainda não sabemos o que vamos ser. Nós sabemos que, quando Cristo voltar, seremos iguais a Ele, pois o veremos como Ele é. E todo aquele que tem esta esperança em Cristo, purifica a si mesmo, assim como Ele é puro. (1 João 3.2-3)

Esperança melhor do que esta, impossível. Saber que finalmente seremos como nosso irmão mais velho, Cristo, é maravilhoso. E este dia muito em breve chegará. Dia que seremos transformados.

Mas enquanto esse dia não chega, vamos vivendo a vida proposta pelo Evangelho. Vida de filhos do Reino de Deus. Como nos diz João, “nos purificando a nós mesmos”. Puro quer dizer separado. E separado quer dizer distinto, diferente e não alienado.

Então é isso minha gente! Viver na esperança é viver a esperança dia a dia. Transformando desertos em mananciais; trevas em luz; veredas escabrosas em caminhos aplanados. Isso com a ajuda de Deus e no exemplo de Jesus e no poder do seu Espírito. Amém.

Reverendo José Roberto Cristofani

palavra-de-esperanca2

Os dias atuais pedem prontidão. No trabalho, na escola, no trânsito, com as crianças, tudo exige que nos mantenhamos prontos. Prontos para agir, prontos para falar, prontos para solucionar, prontos para tudo aquilo que temos que viver no dia a dia.

Esta prontidão à qual me refiro, não é aquele estado de alerta permanente, como ficam os Bombeiros ou o SAMU. Claro que devemos estar alertas. Mas a prontidão aqui se refere ao estado de preparo que nos encontramos.

Por exemplo: O apóstolo Pedro registra – Estejam sempre prontos para responder a qualquer pessoa que pedir que expliquem a esperança que vocês têm. (1 Pedro 3.15). Estar pronto é estar preparado. Preparado para ajudar outras pessoas a entenderem nossa esperança.

Visto desta maneira, estar de prontidão é estar convicto da esperança no Senhor Jesus. É estar absolutamente certo desta esperança. É ter aprendido e saber dar razões do que cremos. Estar de prontidão é ter a resposta na ponta da língua quando nos perguntarem sobre a nossa esperança. Aprenda e viva a cada dia esta bendita esperança.

Reverendo José Roberto Cristofani

palavra-de-esperanca2

Deixar-se descansar na tranquila certeza do amor e misericórdia de Deus. Entregar-se à paz que emana dessa certeza. Firmar-se na fé e na esperança, porquanto estão postas em Deus Pai. Este que a Cristo ressuscitou dentre os mortos.

Descansar na certeza, entregar-se à paz e firmar-se na fé e esperança, é privilégio concedido aos que creem. Pois está escrito: Por meio de Cristo vocês creem em Deus, que o ressuscitou e lhe deu glória. Assim a fé e a esperança de vocês estão firmadas em Deus. (1 Pedro 1.21)

O que mais podemos almejar se tamanha graça nos alcança? Sim nos alcança, pois que o Senhor está à nossa procura, em busca especialmente de você. Ele vai como um pastor que tenta encontrar sua ovelha e a alcança à beira de um precipício.

Aos braços ternos do Bom Pastor retornai, oh ovelhas desgarradas! Por que viver na incerteza se você pode descansar na certeza? Por que se afastar da paz se você pode tê-la? Por que vacilar se você pode firmar-se na fé e na esperança? Você também pode ter o privilégio de viver assim. Creia!

 Reverendo José Roberto Cristofani

Artigos Científicos - Nesta categoria estão os artigos que foram publicados em revistas científicas.

icon-shareVídeos, textos, estudos bíblicos e muito mais

icon-bookEstudos Bíblicos do Dr. Cristofani

icon-textReflexões do Dr. Cristofani

icon-bookEstudos Bíblicos em vídeo do Dr. Cristofani

Aqui disponibilizo minhas vídeo aulas

Publicações do Dr. CristofaniAqui você encontra minhas publicações: livros, artigos etc

Receba as Novidades

cristofani-caricatura-tres

Arquivo do Blog

Powered by mod LCA

pagseguro paypal logos site