WhatsApp Logo 1 site

central de atendimento

sala de aula site

 

Cartilha de Hebraico - Compre aqui

 cartilha de hebraico

Por nos ser dada a graça honra deste momento, singular na vida de um Ministro do Evangelho, único tanto para o ordenado do dia, como para o que vos fala, por essa oportunidade somos gratos a Deus que nos vocacionou e ao Presbitério que nos autorizou como Pastores do rebanho de Cristo e ora concede-nos a palavra.

Nossa parênese oscila entre o imperativo e o indicativo do chamado para a vida pastoral. O imperativo Divino que nos obriga e o indicativo humano que nos motiva. Este a nos encorajar, aquele a nos exortar.

O imperativo Divino, encontra-se na vocação, o chamado mesmo que passa tangencialmente pela nossa vontade. Tal injunção manifesta uma vontade superior, divina, que nos coage à empreender a jornada ministerial sem que ao menos tivéssemos pedido isso, sem que não depende de nosso querer, que vai além daquilo que projetamos para nossas vidas, mas que nós é impossível dele nos livrar. O mando irresistível se impões como um fato, obrigando-nos a cumpri-lo cabalmente, completá-lo todo, pois ai de nós se não fizermos assim.

Contudo, a aparente arbitrariedade da vocação, aparente, pois como a impor sobre o próprio Deus está a tarefa que precisa ser realizada e esta obra leva o Senhor a chamar homens e mulheres para o ministério da Palavra. Assim, é o encargo a ser cumprido que nos remete à vida de Pastor. São as premências da seara que requerem Dispenseiros. Mister que reclama do Obreiro uma preparação sólida, intelectual, moral e espiritual, suficiente para atender as necessidades das pessoas confiadas ao homem de Deus, como ovelhas ao pastor.

O munus do Bispo, como imposição do meio, é, por isso, circunstancial. Cada ambiente revelará as carências a serem providas pelas atividades do Presbitério, que com perspicácia saberá, não apenas diagnosticá-las, sobretudo, porém, supri - las.

Assim, o imperativo divino está a constranger o Pregador da Palavra à uma vida de obediência e devoção autoridade e temor diante do desafio salvífico do Evangelho, diante da crise na qual Deus lança o ser humano pelo anúncio da Boa Nova.

Como assentir ao chamado divino sem temor e tremor? Como deixar de seguir a comissão para a qual fomos chamados? Só resta abraça-la.

Ao abraça-lo, o ministério torna-se então um indicativo, uma motivação para aquilo que devemos fazer. Um espírito voluntário, como resposta ao imperativo divino, deve ser a motivação para todos os Pastores. Voluntária em dar, mais do que receber. Voluntariedade que se expresse em ouvir paciente e amorosamente queixas  as e dores das pessoas, voluntariedade que tome corpo numa opção pêlos menos favorecidos na igreja e na sociedade geral, voluntariedade que transforme o pastor em ouvido para os que não ouvem, em olhos para os que não podem ver, em boca para os que não tem voz, em coração, enfim, para os que não podem amar. Vaze-lha por todos os sentidos a espontaneidade para com todos os seus semelhantes.

Por isso o Evangelista deve abraçar a carreira ministerial, pois abraçar é um ato de carinho que torna o imperativo menos duro, a vida mais suave e o dia-a-dia menos penoso. Abraçar a vida ministerial é dar a mão para a Igreja de Cristo e trilhar juntos, em mútua ajuda, o caminho de fé que nos está proposto, até que se possa ouvir ressoar as palavras do Mestre: “bem está servo bom e fiel”.

De resto, à igreja cabe honrar, amar, promover o bem estar do Pastor e de sua família, abrindo-lhe o coração nas aflições, alargando-o em suas necessidades materiais e, não por último, sustentá-lo em coração, devotando-lhe toda dignidade que o ofício a ele confere.

Portanto, Clóvis, colegas de ministério e conservos/as em Cristo, se impelidos pelo imperativo divino somos colocados no ministério, saibamos que nele deve imperar o indicativo motivador que lhe dá o seu pleno e mais completo sentido.

Que o Deus vocacionador e motivador nos abençoe e levante outros/as Ministros/as, para sua própria glória.

Receba as Novidades

cristofani-caricatura-tres

Arquivo do Blog

Powered by mod LCA

pagseguro paypal logos site